terça-feira, 3 de janeiro de 2012

A melhor leitura de dezembro: A Sombra da Águia, de Perez-Reverte


Não foi um mês muito profícuo, com tanto trabalho de permeio. Três tristes livros, foi a conta que eu fiz, no que a livros se reporta. Três livrinhos de leitura fácil, um deles um verdadeiro "barrete" (O Braço Esquerdo de Deus), outro uma interessante experiência literária (O Príncipe da Neblina) e este Reverte que, embora com o traço de ingenuidade do início de carreira do génio espanhol, não deixa de ser uma obra interessante.
É um livro de leitura fácil, fluente e divertida, típico da primeira fase da carreira literária deste génio da literatura espanhola contemporânea. Um livro onde encontramos referencias a Tolstoi mas também uma reflexão divertida sobre a personalidade do castelhano, sempre pronto para a briga mas nem sempre com a coragem "taurina" que se lhe atribui. às vezes, fugir é sinónimo de inteligência e os personagens deste livro são verdadeiros heróis da arte de bem  desertar.

5 comentários:

Teté disse...

Nunca li nada de Perez-Reverte, embora já me tenham aconselhado a sua leitura. Mas começar por qual? Este ou outra obra mais emblemática do autor?

Bom ano e continuação de boas leituras! :)

Manuel Cardoso disse...

Teté, o meu preferido é Clube Dumas.
Dos que li, os mais narrativos, com estórias mais lineares e cheias de emoção, são O Mestre de Esgrima e Limpeza de Sangue. O Clube Dumas, a meu ver é o mais completo: tem emoção quanto baste e muito mais que isso.
Há quem considere O Pintor de Batalhas como a sua obra prima mas sinceramente achei-o demasiado filosófico.

Iceman disse...

Grande amigo Manuel!

Um bom ano pah!

:)

Ah, e boas leituras.

Leitora disse...

Olá Manuel
Já lês-te "O Assédio" e o "Cemitério dos barcos sem nome"?
Se sim qual aconselhas?
Quando comprei os livros deste escritor disseram-me de era do estilo de Carlos Záfon, concordas?
Desculpa estar a bombardear-te com perguntas... mas gostava de saber o que pensas sobre isto que me disseram.
Boas leituras!

Manuel Cardoso disse...

Olá Leitora
eu adoro este escritor. No entanto não li nenhum dos dois livros que referes. Tenho em casa O Assédio mas ainda não lhe peguei.
O que te posso dizer é que, na minha opinião, é bastante diferente de Zafón. Ou melhor, Reverte teve uma fase na sua carreira em que os seus livros eram do mesmo estilo de Zafón: mais emocionantes, mais baseados no enredo e menos reflexivos. Mas os melhores livros de Reverte acrescentam ao suspense e à arte narrativa de Zafón uma profundidade psicológica e uma capacidade reflexiva que fazem dele um mestre.
Aconselho~te o "Clube Dumas". Se bem conheço os teus gostos, a avaliar pelo que escreves, penso que este livro é o mais adequado para ti. Mas acho que também irias gostar de "O mestre de Esgrima".
Mas poderás ver outros comentários meus às obras de Reverte no blogue se abrires a etiqueta com o nome do escritor.
Beijinhos e espero ter ajudado :)