quinta-feira, 5 de junho de 2014

Os livros que devoraram o meu pai, na opinião da Catarina Macedo


Hoje volto a dar a palavra aos meus caros jovens. A minha aluna Catarina Macedo, de 14 anos, leu Afonso Cruz e gostou.
Aqui fica, pois, a sua opinião sobre esse interessante livrinho que foi o primeiro êxito deste novo nome grande da literatura portuguesa:
A obra “Os livros que devoraram o meu pai” foi um dos melhores livros que li.
Nesta história muita fantasia é envolvida, o que dá um toque interessante. Este livro, escrito por Afonso Cruz, fala sobre Vivaldo Bonfim que passava o seu tempo a ler. Um dia ficou preso no livro “A Ilha do Dr. Moreau” fazendo com que o seu filho, seguindo os seus passos de leitura, o procurasse por todas as obras lidas por Bonfim. Este vai interagir com autores e personagens, entrando dentro das histórias, à procura do seu pai.
A única crítica que podia fazer a este livro é o facto de, por vezes, durante a leitura, não se percebe se na realidade, o filho de Vivaldo está dentro ou fora do livro.
É uma história com muita fantasia e com algumas partes de humor que eu aconselho a toda a gente. É verdadeiramente uma aventura no mundo literário que desperta interesse.
Catarina Macedo
Enviar um comentário