sexta-feira, 6 de julho de 2012

A melhor leitura de Junho - Até ao Fim da Terra


Os Malaquias é um bom livro; três livros portugueses, de três escritores da nova vaga, foram três surpresas muito agradáveis. No entanto, Até ao fim da Terra, de David Grossman é um livro de qualidade excepcional. Uma das melhores leituras que fiz até hoje em torno da questão judaica.
Trata-se de uma obra de grande fôlego que retrata na perfeição todo o sofrimento, toda a coragem de um povo martirizado pela História. No entanto, Grossman não cai no chauvinismo e no maniqueísmo fácil; os árabes (ou palestinianos) não são aqui retratados como o inimigo a abater. Eles são também vítimas. Os culpados nã são os judeus nem os árabes; culpada é a própria guerra. Mas como a guerra é feita por homens, eles são ao mesmo tempo vítimas e culpados. Todos. 
Como já alguém afirmou, este é um dos melhores livros anti-guerra de todos os tempos. Para ler sem preconceitos; caso contrário, a leitura e sua interpretação sairão, obviamente, distorcidas.
Enviar um comentário