quinta-feira, 7 de abril de 2011

Lendo Coetzee

Depois de ler "Verão" fiquei com um certo "amargo de boca" em relação a Coetzee. Pensei: " o senhor até escreve bem, até nos deixa a pensar mas, caramba, é mesmo sorumbático". Na realidade, aquele livro tem mesmo um tom pesadão, melancólico, a contrastar com o título. Julguei que não ia voltar a Coetzee tão cedo.
No entanto, pouco tempo depois deparei com isto e com isto. E pensei: bem, lá vou eu ter de dar mais uma oportunidade ao "rapaz".
E a verdade é que estou a gostar muito deste "Desgraça". Parece que Coetzee gosta de nos confundir com os títulos: Verão é um livro tristonho mas Desgraça, se bem que trate de um assunto bem sério, lê-se com uma facilidade tremenda.
Dentro de dois dias aqui estará a opinião final.
Enviar um comentário