sábado, 8 de outubro de 2011

Relendo Memorial do Convento

Reler Saramago é uma aventura sempre nova, sempre estimulante e maravilhosa.
Dou comigo lendo e relendo a mesma página, num devorar que é também saborear, numa ânsia de absorver toda a sabedoria e arte do nosso grande Mestre.
Memorial do Convento é um monumento maior que o convento de Mafra, cuja construção se narra. Reler este livro é uma aventura épica única!
Toda a sensibilidade do autor expressa-se numa prosa poética inigualável, cheia de humor mas também de sentimento e de humanismo.
Não tenho já qualquer dúvida de que este é, para mim, o melhor livro alguma vez escrito em língua portuguesa.
Lá para segunda feira, aqui, a minha opinião completa.

8 comentários:

Tiago M. Franco disse...

Concordo plenamente, O Memorial do Convento é uma obra sem paralelo.

Manuel Cardoso disse...

É mesmo, Tiago. Saramago é o Cristiano Ronaldo da literatura :)

Sara disse...

Um dos meus preferidos de sempre. A merecer releitura, sem dúvida.

Iceman disse...

Pessoalmente, Memorial do Convento está entre os 3 melhores romances da literatura portuguesa. Já o reli umas 3 vezes e já vai sendo tempo de o voltar a fazer.
Abraço

Moura Aveirense disse...

Por acaso não é o meu livro preferido de Saramago (adoro o "Ensaio sobre a cegueira"), mas é sem dúvida um marco na literatura portuguesa e um grande livro.

Jojo disse...

É um dos meus livros favoritos! Uma obra épica com personagens fenomenais e com o brilhantismo de Saramago como cereja no topo do bolo. Este grande escritor escreveu outro grande livro que adoro: As Intermitências da Morte.

Manuel Cardoso disse...

Moura, vi o Ensaio Sobre a Cegueira em filme e adorei. Tenho de ler o livro.

Jojo, também li esse e também gostei muito:
http://aminhaestante.blogspot.com/2006/01/as-intermitncias-da-morte-jos-saramago.html

tonsdeazul disse...

O livro português da minha vida! :)