sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Lendo A Pequena Abelha

Tomei conhecimento deste livro aqui e desde logo me despertou a atenção.
Trata-se da aventura de uma jovem refugiada da Nigéria que procura acolhimento em Londres.
É um livro verdadeiramente negro; inquietante, perturbador.
Num mundo onde a globalização é vista, por vezes, segundo a imagem romântica da aldeia global, este livro dá-nos um grande abanão, como que a dizer: acordem para o mundo!
O drama desta jovem e o drama dos cidadãos ingleses que a pretenderam ajudar não é uma estória triste. É pior que isso: é uma história real!
Não é um livro muito adequado à praia ou ao sossego das férias; mas é um livro brilhante. Quer dizer, reservo o direito de uma opinião diferente amanhã, uma vez que ainda nem cheguei a metade do livro; mas quer-me parecer que estamos perante um dos melhores livros publicados nos últimos anos.
Enviar um comentário