terça-feira, 7 de junho de 2011

Lendo Mia Couto - O último voo do flamingo

Em dias como estes, de intenso trabalho, nada como os escritores africanos, com a sua poesia prosada, como diria Mia Couto, para nos ajudar a relaxar, com esta escrita feita de terra, verdade e poesia.
Depois de ler Agualusa decidi-me por este que é considerado o primeiro êxito de Mia Couto.
Na verdade, é um livro onde a escrita deste formidável poeta da prosa se encontra ainda num certo "estado bruto", anunciando já o génio mas ainda sem a leveza de, por exemplo, Jesusalém, que considero a sua obra-prima.
Seja como for, é um livro cheio de beleza, de humor e de significado.
Opinião completa amanhã.
Enviar um comentário