quarta-feira, 22 de junho de 2011

Lendo A Boda do Poeta, de António Skarmeta

De António Skarmeta só tinha lido essa maravilhosa história que é o Carteiro de Pablo Neruda, que deu origem a um belíssimo filme com Phillipe Noiret.
Quanto a esta obra, a receita é simples: aliás, de um escritor chileno descendente de croatas só poderia resultar algo como isto: a história de um povo pobre e à procura de identidade, algures na costa do mar Tirreno, uma história angustiada e melancólica, à mistura com um estilo tipicamente sul-americano; um estilo leve e a roçar o fantástico, cheio de humor, mesmo entre a desgraça.
Um livro que promete.
Enviar um comentário