sábado, 3 de dezembro de 2011

A Melhor Leitura de Novembro: O Conde de Abranhos

A minha melhor leitura no mês de novembro foi sem dúvida o Conde de Abranhos, de Eça de Queirós.
Trata-se de um livro genial, em que a crítica social e política vem embrulhada num invólucro de humor que a pena de Eça tão bem sabe transmitir ao leitor.
Trata-se, acima de tudo, de um livro com uma mensagem muito actual, numa época, a nosso, marcada (tal como a de Eça de Queirós) pela incompetência da classe política. E ontem como hoje, é essa incompetência que determina a injustiça daquilo a que chamamos "CRISE".
Eles, os políticos fazem as crises; ou seja, governam-se. Os comuns dos mortais, esses pagam. Pelo meio, vamos rindo...

3 comentários:

N. Martins disse...

Acho que esse nunca li... Será que o tenho? Tenho de o procurar.

Teté disse...

Também gostaria de ler esse, já sei que não consta da biblioteca do meu pai, tenho de ver se o encontro por aí... :)

Bom domingo!

Manuel Cardoso disse...

N. e Teté
se não quiserem gastar dinheiro podem procurar um pdf na net porque livros com mais de 50 anos (salvo erro) estão livres de direitos.
Eu não gosto nada desta solução mas é uma maneira de poupar uns cobres. Nos tempos que correm...